segunda-feira, 17 de junho de 2024

Boas Surpresas

 Vá, acho que mereço ficar babado, depois de encontrar estes comentários em relatórios de reflexão de formação:

"Já conhecia este formador e gosto da forma descomplicada como apresenta os conteúdos."

"De destacar ainda a disponibilidade e prontidão do formador Artur Coelho em responder e esclarecer as dúvidas que foram surgindo. Foi muito objetivo e dinâmico, pelo que conseguiu manter-me sempre atenta ao que se passava nas sessões, não dando lugar a dispersões."

"Ação de formação muito interessante e profícua, tanto que ao falar dela aos meus colegas de grupo de recrutamento na escola onde me encontro a lecionar, despertou neles vontade de aprofundar conhecimentos nesta área."

"A ação, foi muito direcionada  para  a  experimentação,  o  que do  meu  ponto de vista  só  a  valorizou."

"Estou francamente agradado com esta formação. Vem na linha da qualidade que a ANPRI, demonstrando um compromisso contínuo com a excelência educativa. Obrigado!"

"Não estava à espera que a ação de formação contivesse tanta informação. Alguma estava fora do meu alcance. Reparei que também continha aspetos que constam noutras ações de formação da Anpri mas não tão aprofundadas. Foi interessante porque já fiquei com alguma ideia do que outras ações de formação poderão fornecer. A apresentação da ação de formação pareceu-me bem porque  o formador  fê-la duma maneira informal.  A informação obtida na ação de formação foi muito válida pois apresentou uma série de alternativas que podem ser utilizadas dependendo dos recursos existentes na escola."

Não consigo deixar de refletir na boa ironia de eu, formado em artes, agradar a professores de informática numa formação de programação... sendo que, pelos trabalhos entregues, muitos deles me ultrapassam largamente (não é difícil). Mas o que está em causa na formação é o processo, o como levar a programação, robótica e pensamento computacional de forma significativa e acessível às crianças, e não competências técnicas profundas. No ensuno básico, nteressa despertar, motivar e abrir horizontes.

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Sessões de Acolhimento aos Quartos Anos













É uma tradição anual, o colaborar na apresentação da escola aos futuros alunos que irão transitar do primeiro para o segundo ciclo. O clube de robótica mostra as suas valências, os seus robots e projetos. Os visitantes ainda jogaram jogos concebidos pelos alunos de TIC.  Os cicerones são, como não poderia deixar de ser, os alunos do clube, que acolhem os meninos de quarto ano e lhes mostram o que poderão esperar, para o próximo ano letivo. 

É sempre uma manhã animada e cheia de emoções!

quarta-feira, 12 de junho de 2024

Instantes

 


Temos um novo robot, o Otto By HP, uma versão mais potente do clássico Otto DIY.


Alunos apanhados a jogar os jogos que programaram em TIC.


A dar passos na robótica Lego.




O nosso Otto já anda a despertar o interesse em sala de aula.




E. claro, tinha de ser colocado a desenhar.


Vamos melhorar o jogo de TIC, usando a IA para nos ajudar a criar música de fundo para o jogo.


Final de formação, online, de Programação no Ensino Básico. Com convidados especiais...

Na última semana de TIC, o que se faz? Aprende-se a programar robots!

terça-feira, 21 de maio de 2024

Instantes

"Professor", diz a assistente operacional depois de bater à porta, "veja lá o barulho na aula, é que há provas ao lado..." Realmente, a aula estava ruidosa. Olhei à volta. Eu estava focado a ajudar alguns alunos mais atrasados a enviar-me o seu projeto de programação de um videojogo. Outros, que já tinham tudo finalizado, saíam do seu lugar e iam ajudar colegas que estavam atrasados, ou com dificuldades na programação das variáveis,  o passo final do projeto. "Já terminei, posso ir para o lado do colega ajudar...?", pediam.

Entretanto, duas alunas assumiam a responsabilidade de ajudar todos os sejs colegas a instalar o Provas IAVE, o software onde irão realizar as provas de aferição. Assumiram de tal maneira que os computadores dos vinte e oito alunos ficaram despachados a meio da aula.  

Um dos alunos, que passou grande parte do tempo do projecto sem conseguir fazer nada, mas que com ajuda minha conseguiu programar quase tudo, passeava-se pela sala, de computador na mão, ufano a mostrar o seu jogo aos colegas. Ao meu lado, um aluno brasileiro recém-chegado dava os primeiros passos de programação, e entre os exemplos projetados e a ajuda dos colegas, já não precisava das minhas indicações para nada.

"Vá lá, malta", levanto a voz, "vamos parar com o barulho", digo, sem grande convicção. É que algazarras destas numa sala de aulas, venham elas.


segunda-feira, 20 de maio de 2024

Arte e Programação, Festival Contacto





@archizer0 #ticem3d #imagilabs #imaginauta ♬ Chill LoFi - Royalty Free Music Background

Dia 27 de abril, dinamizámos um workshop de Pixel Art com Python e Imagicharms, no âmbito do Festival Contacto organizado pela Imaginauta na biblioteca de Marvila. "As pessoas saíram a sorrir e a mostrar os vídeos do que fizeram", confidenciou-me a organização. Ainda bem. Ter a malta a sorrir e feliz, é o que se quer. 

A invasão de Pokémon foi causada pela aplicação do livrinho de Robótica Criativa do manual Login como recurso de formação. 

domingo, 19 de maio de 2024

9 Inspiring Educators Shaping the Future with Tech

 


Foi com orgulho que me descobri nesta lista de nove professores americanos e europeus que inovam e experimentam com programação e criatividade. Podem espreitar aqui, para conhecer este grupo criativo: 9 Inspiring Educators Shaping the Future with Tech.

sábado, 18 de maio de 2024

Instantes

Final de ACD sobre IA Generativa, a mostrar aquela que para mim é a mais brilhante das aplicações de IA, a Luma AI e a forma como nos permite trabalhar com NeRFs.

Leituras para inspirar projetos.

Um belíssimo mimo da Imagi.


Confesso que estava mortinho para que os Logins chegassem à escola. Confesso, fico babado com esta pequena contribuição para um grande projeto.

 
A testar um Vinci da Matatalab, seduzido pelos blocos de rotação em graus, que permitem programar com facilidade grafismos de robot desenhador.

sexta-feira, 17 de maio de 2024

Instantes













Estes momentos das terças feiras no primeiro ciclo, em parceria com as Bibliotecas Escolares do AEVP, estão a tornar-se dos melhores da semana de trabalho, a par do clube de robótica e daqueles momentos em que os alunos em TIC se deslumbram com o que se descobrem capazes de fazer. E são sempre surpreendentes. Colocar os alunos de terceiro ano a programar pixel art em Python é um pouco puxado, mas apanham depressa. Tão depressa, que começam a criar os seus próprios desenhos com programação.

Neste terceiro período, demos continuidade ao projeto de Pensamento Computacional no Primeiro Ciclo, visitando turmas de terceiro e quarto anos, com propostas de trabalho que exploram ambientes de programação. Optámos pela introdução ao Python com programação de pixel art usando os nossos ImagiCharms, tendo-se revelado uma interessante atividade que ajuda ao treino de digitação em teclado, bem como desafio à criatividade dos alunos participantes.

quinta-feira, 16 de maio de 2024

Academia Digital Para Pais






 Nos dias 4 e 11 de maio, decorreram no espaço do Centro de Recursos Poeta José Fanha as sessões Academia Digital para Pais. Este projeto da e-Redes incentiva â aquisição de competências digitais por parte da comunidade educativa, através do voluntariado, com  um conjunto de cursos dedicados a explorar temas de introdução ao mundo digital.

Este ano, organizámos sessões sobre Segurança e Cidadania Digital, e Programação e Pensamento Computacional no Ensino Básico. Na primeira sessão, após uma visita guiada aos espaços da escola que os seus educandos frequentam, mas os Encarregados de Educação desconhecem, os participantes discutiram temáticas referentes ao uso em segurança de redes digitais. 

A segunda sessão foi dedicada à programação e pensamento computacional, tendo os participantes experimentado dar passos na programação de algoritmos em ambientes visuais e robots, trabalhando com alguns dos materiais que estão ao serviço da aprendizagem dos alunos na disciplina de TIC, Clube de Robótica e ativiades de promoção de pensamento computacional no Primeiro Ciclo.

A Academia Digital, este ano, contou com a participação de um grupo dinâmico e interessado, permitindo abrir a escola à comunidade. Para o ano, esperamos regressar a esta iniciativa.