quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Não Temos Jetpacks


Um 2016... cheio de aventuras, e algum cuidado com os malfadados alienígenas do espaço exterior. 2015 foi um ano de conquistas e surpresas, em que as TIC em 3D puderam dar saltos sonhados mas inesperados. Para 2016 prevemos um ano de trabalho intenso, a consolidar o que conquistámos em 2015. Aprofundar actividades concretas em sala de aula, dinamizar projectos interdisciplinares, workshops para alunos e professores de diferentes escolas, colaboração inter-escolas são alguns dos projectos que estamos a preparar no domínio da impressão 3D. Mais para a frente poderá haver hipóteses de expansão das TIC em 3D com o apoio das Bibliotecas Escolares, mas para isso a nossa candidatura terá de ser contemplada. Em paralelo, arrancamos uma nova aventura incluída nas actividades de introdução de programação no 1.º ciclo, projecto que queremos encerrar para o ano com a sua extensão a mais turmas em moldes a definir (integrar com as AEC parece-nos o melhor caminho). Ah, a aventura: meter meninos do 3.º e 4.º anos a programar percursos de voo de drones em tablets. E, quem sabe, estimulá-los a modelar umas peças radicais no Tinkercad para modificar os seus drones (pelo menos sabemos que se se danificarem peças não electrónicas podemos modelar e imprimir substitutas).

Antevemos um 2016 cheio de trabalho, partilhas, modelações e impressões 3D, projectos pedagógicos divertidos, criativos, tirando partido das tecnologias avançadas que dispomos para despertar a curiosidade dos nossos alunos. É por eles que isto faz sentido. E não queríamos que fosse de outra maneira, apesar de não deixarmos de sonhar com voos em jetpack pelos céus das cidades do futuro. Não temos jetpacks, mas temos impressoras 3D e muita vontade de ajudar a construir futuros.

Sem comentários:

Publicar um comentário