quinta-feira, 16 de janeiro de 2020

Tutoriais 3Digital: Display.land


Exportar um modelo 3D capturado no Display.land, limpar a malha poligonal no Meshlab, e incorporar em serviços de visualização ou aplicações de modelação 3D.


Da captura do real para a impressão 3D: exportar uma captura do Display.land, limpar malha poligonal e corrigir erros para impressão 3D.

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

ACDs Programação (CFAERC)


Dois desafios, para iniciar 2020. Dia 11, descobrir como contar histórias com Scratch, usando programação para contar histórias.


Na semana seguinte, e que tal aprender a criar pequenos jogos de computador?

Estas ações exploram o potencial criativo da programação, focando alguns aspetos do pensamento computacional.

Duas ações de formação de curta duração, promovidas com o Centro de Formação Associação de Escolas Rómulo de Carvalho. Inscrições na página do CFAERC.

quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

Instantes


Começar a preparar os próximos desafios em TIC, com robótica.




Experiências visuais com Anprinos, leds, telemóveis e fotos de longa exposição. E porque não fazer pinturas de luz?



Primeiros passos com o robot Anprino, no sexto ano em TIC.


Experiências de fotogrametria com a app Display.land. Capturar o real, processar o modelo 3D e imprimir.



Experiências dos alunos de quinto ano em TIC com o robot Anprino.


Um projeto discreto, mas fantástico. Um aluno do clube de robótica que está a modelar em 3D a nossa escola. Está a ficar incrível.


O bom humor geek dos alunos do clube.

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Workshop: Anprino e Micro:bit no Liceu Passos Manuel


O menino de oito anos estava contente e a sorrir, aos pulos com uma excitação que não conseguia controlar. Os robots estão loucos, os robots estão loucos!, dizia. A sala estava num rebuliço, com uma turma de alunos de terceiro ano a brincar com os robots que tinham acabado de programar. É assim o ambiente nos workshops de programação do Robot Anprino. Porque a tecnologia pode ser divertida, e abrir a porta à criatividade.


Dia 13 de dezembro, os Robots Anprino rumaram ao centro de Lisboa. No vetusto Liceu Passos Manuel, sede do Agrupamento de Escolas Passos Manuel, decorreram dois workshops de programação de objetos tangíveis com Micro:Bit e Robot Anprino.



De manhã, alunos do sétimo ano descobriram como programar sensores no Micro:Bit, e aprenderam a programar movimento e leds no Robot Anprino. De tarde, um grupo de meninos do terceiro ano aprendeu a criar um desenho animado no Micro:bit, e explodiu de alegria quando criaram um programa simples no Ardublockly para Anprino e puseram os robots a mexer.


Mais do que sessões de demonstração, estes workshops são momentos recompensadores em que a alegria e o gosto de descobrir algo novo se cruza com a descoberta da tecnologia. Agradecemos ao Agrupamento de Escolas Passos Manuel o convite para estas sessões, bem como a colaboração dos seus docentes de TIC e primeiro ciclo, e desejamos muito sucesso e criatividade ao seu clube de robótica

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Captar a Luz


E se... tentássemos cruzar fotografia, artes visuais e robótica? Esta ideia ainda está muito embrionária, mas é capaz de permitir criar um interessante cenário de aprendizagem. Usa programação simples de robots, para se moverem, e leds, que podemos definir como contínuos ou com algum padrão de ligar e desligar.


Requer uma zona escura. O objetivo é obter padrões abstratos de movimento em fotografias. Para as tirar, usa-se um telemóvel (uma das bases destes projetos é trabalhar com o material e tecnologias que  nos são mais acessíveis). Para que funcione, os alunos têm de ir além do modo automático e descobrir as opções manuais, que praticamente todas as apps de câmaras têm. Com isto, perceber como funcionam opções que normalmente deixamos em automático, como valor de exposição, equilíbrio de brancos ou abertura do obturador.




Para primeira experiência, um grupo de alunos do clube de robótica experimentou fotografar dois Anprinos numa sala escurecida. O objetivo? Captar traços da luz dos leds. Adoraram os resultados. Aprenderam algo que desconheciam sobre os seus telemóveis - que as câmaras têm diversos modos de funcionamento. E se não explorámos isto de um ponto de vista artístico - criar pinturas de luz, com abstração do movimento, é porque esta foi mesmo a primeira experiência.

Tem a sua piada usar o Robot Anprino para lightpainting, que admiro desde os tempos em que participava ativamente na comunidade Deviant Art (pista: ainda era professor de EVT, e estava a dar os primeiros passos com 3D na sala de aula). No fervilhar de ideias sobre robótica que nasce nas comunidade de partilha, dei com este projeto no Instructables: Light Painting Robot.


quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

Instantes


Experiências com digitalização 3D em dispositivos móveis, usando a app dislay.land.


Claro que... os alunos depressa perceberam como usar as led tags para criar desenhos.


Novo projeto: a partir de um conjunto de modelos criados por investigadores franceses, imprimir modelos tangíveis e rigorosos de planetas, luas e asteróides.


WOW, não é?


Hora de começar a montar mais kits Anprino no clube de robótica.


Experiências com música e micro:bit.


Impressão de teste de um dos projetos desenvolvido por alunos do clube de robótica.


Em TIC, aprender programação... com arte.


Um de mais dez anprinos para trabalhar e criar projetos. Este, totalmente em branco.

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Workshop Introdução à Programação com Micro:Bit



Tablets, micro:bits e colunas. Foi a última ação EU Codeweek que dinamizámos, mas o primeiro de workshops sobre programação e robótica que estamos a iniciar em Mafra, com o CFAERC. Para começar, nada melhor do que experimentar programar no BBC Micro:bit.



O grupo de formandos, nenhum dos quais das áreas de informática ou TIC (o objetivo destas sessões é serem abrangentes), experimentou uma série de desafios que lhes mostrou como programar esta placa.


Começar por uma experiência de animação, passar por um projeto de medição de temperaturas, e terminar experimentando como fazer música, foram os desafios experimentais para este grupo. Uma sessão leve, sobre o potencial desta pequena mas poderosa placa.

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Semana da Ciência


No fim de semana passado o desafio partiu da ANPRI: participar nos workshops e mostra de projetos da Semana da Ciência de Torres Vedras, que decorreu no LabCenter.


Os participantes e organização ficaram confusos. Recusei uma sala de informática para desenvolver os workshops de modelação 3D, Porquê? Porque cada vez mais aposto na mobilidade, e acredito que os dispositivos móveis são o futuro da computação pessoal (embora pense que não irão substituir por completo outras soluções). Além disso, que melhor forma de combater a demonização do telemóvel na educação do que mostrar que pode ser uma ferramenta de expressão criativa?



Entre os telemóveis dos alunos das escolas e alguns tablets do AE Venda do Pinheiro, as crianças descobriram que eram capazes de desenhar em 3D com os seus dedos. E o ar de descrença dos professores transformou-se em sorriso, ao ver os seus alunos a mostrar capacidades inesperadas.



Em paralelo, foram desenvolvidos workshops de robótica com o Anprino e outros equipamentos. Como sempre, os Anprinos capturaram o coração das crianças.





No sábado, o átrio do Lab Center albergava uma exposição aberta a todos, onde se mostravam os projetos de robótica da escola de S. Gonçalo, o Lab Aberto (com o projeto Arte Transformer), a biblioteca municipal de Torres e a ANPRI. Realidade aumentada, robótica com Anprino e Dash and Dot, programação tangível com MakeyMakey e ainda alguns objetos impressos em 3D estavam em destaque.


Fiquei ainda mais fã dos projetos do Arte Transformer. Estas máquinas de pintura são incríveis.


Para terminar, mais um workshop de 3D, desta vez aberto ao público em geral. Sempre a mostrar o que se pode fazer com dispositivos móveis, usando o Onshape para mostrar o limite superior (começar por desenhar um quadrado que se transforma numa esfera surpreende todos), e o 3DC.io para perceber que a iniciação ao 3D é simples e divertida.

Os desafios da ANPRI não se recusam, porque a partilha e aprendizagem é sempre fantástica. Não pude acompanhar o Lab Aberto nesta iniciativa, mas haverá outros momentos para isso.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Instantes


Iniciativa dez minutos a ler... e apesar do tempo reduzido de TIC, não podia deixar de dar espaço à participação de algumas turmas. E com isso descobrir os verdadeiros geeks entre os alunos.


A descobrir o micro:bit.


Detetar bugs nos jogos criados por alunos do clube de robótica, logo pela manhã. E isto antes do primeiro café.


A descobrir a robótica.


Auto-aprendizagem para resolver problemas em python.


Telemóveis e modelação 3D.


Tablets e programação.


Coisas grandes a nascer de ecrãs pequenos.


Criatividade e 3D.


Encerrar mais uma formação, orientações curriculares TIC no 1.º Ciclo. Com muitas boas surpresas, como este redesenhar do Cody Roby.


Aproveitar a hora mais calma do clube de robórica para testar ideias no Anprino.