terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Podemos aproveitar?


Professor, podemos aproveitar para acabar o nosso trabalho? Estava na hora de almoço, muito por acaso na sala de aula a terminar a recolha de trabalhos finais porque, eterno distraído que sou, convenci-me que o final de semestre acontecia uma semana depois da data que eu próprio indiquei em reunião de conselho pedagógico. Pois, quando me distraio, distraio-me à séria. Estes alunos viram a porta da sala aberta, comigo a terminar uma turma em tempo extra gentilmente cedido pela directora de turma. Esperaram que a sala se esvaziasse e fizeram a pergunta. Acabar, não precisam, disse-lhes, já o tinham feito, tinham um excelente trabalho, não lhes exigia mais. Mas, professor, nós queremos melhorar o nosso projecto e só temos aula para efeitos práticos dali a cinquenta minutos. Pronto, deixem-me só ir buscar as minhas tralhas, disse-lhes.

E o resto da hora foi passada numa sala que é a minha mas que não é só minha, numa hora vazia em que estes dois alunos levaram mais longe o seu projecto enquanto eu corrigia provas em papel. Fizeram-no depois do final do seu semestre, sabendo que a avaliação estava assegurada. Fizeram-no porque queriam concluir algo que sentiam poder levar mais longe do que o que ficou no final das actividades. O projecto deles era ambicioso. Queriam recriar um edifício-tipo da baixa pombalina (suspeito que aquela visita de estudo ao Lisboa Story Centre no âmbito da disciplina de História teve alguma coisa a ver com o tema escolhido). Não era algo fácil para crianças que tinham acabado de aprender os rudimentos da modelação 3D, ficaram-se só por uma fachada. Que estaria mais completa se, de facto, tivéssemos tido pelo menos mais a tal aula que eu estava convencido que teríamos.



Para verem como ficou em 3D experimentem o visualizador do Sketchfab.

Acho que não posso pedir mais. Nem exigir tanto. É bom ver estes alunos motivados, dispostos a ir além do exigido não pela nota, ou para agradar ao professor, mas porque descobriram que estavam a fazer algo de novo, algo que gostaram e os motivou. Tens imensa aptidão para isto, disse no final ao aluno que mais se esforçou por modelar os elementos deste projecto. Ele sorriu. Foi uma boa forma de encerrar o semestre.

Sem comentários:

Publicar um comentário