terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Status


Temos partilhado pouco das atividades desenvolvidas pelo LCD, o nosso clube de robótica. Não parámos, mas este ano não nos tem sido possível trabalhar tanto neste contexto como gostaríamos. Os desafios deste ano iniciaram-se com uma migração de sistema de apoio à gestão escolar e o desafio de reaprender a ensinar com as TIC no 5º e 7º ano e modo de flexibilidade curricular. O clube de robótica ficou um pouco em segundo plano, mas de modo nenhum esquecido.


Trabalhamos em duas modalidades: com autnomia e sessão semanal com o professor. Em autonomia, os alunos dinamizam o espaço maker do centro de recursos. Na sessão semanal, incentiva-se os novos alunos de 5º ano a aprender 3D, programação e robótica.


E, claro, sempre com as tecnologias móveis em destaque.


Em termos de projetos, temos um: criar materiais para o clube de ciências. Já se construíram elementos de raiz, mas também se imprimem objetos científicos.


E há sempre surpresas, como estes alunos que de forma completamente autónoma testam modelos de skates impressos em 3D.


Finalmente, a programação está a ser uma das valências principais do clube, quer no desenvolvimento de experiências com jogos, quer para controlar drones.


Apesar desta expansão, o grande foco dos nossos alunos está no 3D. E, note-se, a trabalhar de forma autónoma, ao seu ritmo. Nunca se pretendeu que este clube fosse uma extensão de sala de aula, e o que se nota nos nossos meninos, este ano, é que cada um se sente livre para explorar as áreas de tecnologia que mais lhe interessam. Se este ano estamos com menos tempo para acompanhar o clube, o interesse e perserverança destes alunos mantém o ânimo elevado.

Sem comentários:

Publicar um comentário