quarta-feira, 29 de abril de 2015

Trabalhos em Progresso


Confesso que não esperava ter resultados tão rápidos deste projecto de modelação de talheres. É um crédito para a facilidade de trabalho com a beethefirst, mas também ao longo trabalho prévio da docente de Educação Visual que os conduziu pelo processo de pesquisa de forma, projecto gráfico e prototipagem por modelação em terracota. Comigo, em cerca de quarenta minutos, usaram o Sketchup para recriar os seus modelos em 3D. Há aqui atalhos, claro. Estes alunos foram meus no primeiro semestre, tendo aí aprendido a trabalhar em 3D. Tornou muito mais rápida esta fase do trabalho. O que me surpreendeu foi os alunos terem, na sua maior parte, acertado à primeira com a técnica para modelar de forma que o objecto seja sólido, algo que no Sketchup tem o seu quê de complicado.

Há aqui também outro atalho. Inspirado na professora de Educação Visual, que pediu aos alunos garfos e colhetes para depois aplicarem os cabos por eles concebidos, lembrei-me que pouparia tempo se os alunos se concentrassem nos cabos dos talheres, no fundo o seu trabalho, e usámos um modelo genérico dos dentes de garfo para aplicar aos projectos. Se a coisa ficar bem feita basta um rápido outer shell, conversão para STL e uns retoques no netfabb para ficar seguro que está tudo bem com o ficheiro. Ganha-se tempo para uma melhor modelação. Esta é a primeira fornada. Para a semana haverá novos projectos de talher a ser impressos. E amanhã, são alunos de 6.º ano a traçar os seus bonecos articulados no Sketchup para impressão em 3D. Estes dois mini-projectos em paralelo são a nossa contribuição para a iniciativa Ciência na Escola da Fundação Ilídio Pinho.

Entretanto, vou variando de cor de filamento. Gastei quase um rolo de branco com as experiências para aprender a trabalhar com a impressora, e stes projectos já pedem cores mais vivas.

Sem comentários:

Publicar um comentário