quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Geometria, que seca!


Quem é que aqui não gosta de matemática, perguntei aos alunos desta turma. Vá, sejam honestos, disse enquanto via os braços de quase todos no ar. Em seguida perguntei-lhes se também achavam a geometria irritante, com aquela coisa da diferença entre forma e figura ou as agruras dos traçados com régua, esquadro e compasso. A professora de Educação Visual (ex-EVT) que me desafiou para esta aventura olhava para mim com um olhar que oscilava entre o incrédulo e o furioso. E a seguir expliquei aos alunos que apesar de se estarem a divertir com a modelação 3D estavam na verdade a trabalhar  com matemática e geometria. Porque as formas das naves e dos carros e das casas e dos animais partem de pontos a partir dos quais criamos segmentos de recta que se unem em superfícies que geram formas. E consegui parar mesmo a tempo de descarrilar nas meshes. Porque para saber onde está algo no espaço temos de ter medições precisas e por isso necessitamos do valor das coordenadas cartesianas. E porque hoje íamos trabalhar com quadrados, círculos, segmentos de recta e arcos.


Alguns prestaram atenção, outros ignoraram-me alegremente enquanto modelavam veículos no Doga L3. Mas hoje foi dia de dar mais um passo e iniciar-se em Sketchup. Já habituados a um interface de janelas com múltiplos pontos de vista, as primeiras duvidas dos alunos ficaram pelo como é que vemos de cima/lado/frente. Mas foi coisa pouca. Poucos minutos foram precisos para que estivessem alegres a traçar linhas, extrudir superfícies e aplicar texturas.


Alguns conseguiram mesmo cumprir o primeiro desafio, o de criar uma pequena casa. Nada mau para quarenta e cinco ruidosos minutos que voam no entusiasmo destas crianças por estas experiências de aprendizagem.

Mas não é um jogo?, disse surpreendido no final da sessão um aluno que me perguntou se, tal como no minecraft, se poderia construir no Sketchup com vários utilizadores num projecto. Quer dizer que isto é divertido e é a sério, li-lhe no olhar incrédulo.

Sem comentários:

Publicar um comentário