segunda-feira, 17 de julho de 2017

TIC em 3D @ Sci-Fi Lx 2017


Regressámos este ano ao festival Sci-Fi Lx, evento que partindo da ficção científica reúne muitas vertentes do fandom nacional. Neste evento, cruzamo-nos com cosplayers, artesãos inspirados pelo fantástico, fãs de Star Wars, gamers, boardgamers, fãs de steampunk, autores de BD e literatura, ou simplesmente fãs. É um evento que fervilha de energia criativa, boas ideias e fãs dedicados.


Este ano optámos por não ter um espaço dedicado às TIC em 3D. O problema de se ter um espaço dedicado é ficarmos presos, não podemos aproveitar os restantes momentos do evento. Este ano, queríamos participar no Sci-Fi Lx de forma mais profunda. No entanto, com tínhamos a impressora no sábado para o workshop de impressão 3D, não vimos razão para que ela ficasse a um canto, desligada. Felizmente, o espaço Imaginauta tinha um espacinho para  projectos orfãos (projectos sem banca), e convidaram-nos. Isso explica a nossa impressora ao lado das edições da Imaginauta, entre os livros da Editorial Divergência e a revista H-alt. Assim conseguimos aproveitar os eventos de dia 15 e manter a impressora a imprimir, despertando a atenção dos visitantes. Apesar de já participarmos neste tipo de eventos há cerca de dois anos e meio, surpreende a quantidade de pessoas que nos diz ah, é a primeira vez que vejo uma impressora 3D.


É giro ver que os mascotes Imaginauta que imprimimos no ano em que não foi possível fazer o Fórum Fantástico continuam presentes em todos os eventos em que os encontramos.


Aprendemos a lição do workshop que demos o ano passado no Sci-Fi Lx. Se bem que este ano, as condições do WiFi eram melhores. De qualquer forma, pensamos que não se justifica num evento deste género esperar que os participantes tragam consigo computadores. Por isso, optámos por um modelo de sessão mais tipo palestra, com alguns momentos mais práticos, mas essencialmente uma sessão de demonstração e talk.

O tema deste ano do festival era a sustentabilidade, e o desafio estava em adaptar o modelo de workshop para abordar esta temática. Foi uma boa oportunidade para falar do lado mais industrial da impressão 3D, mostrando como em diferentes áreas e indústrias esta tecnologia contribui para um futuro mais sustentável. Da aviação à educação, passando pelas ciências biomédicas e espaciais, partilhámos um pouco do que sabemos sobre a forma como a manufatura aditiva permite processos de fabricação mais sustentáveis. E, já que estamos num evento dedicado à especulação e imaginário da FC, porque não pensar em impressão 3D como elementos de sondas Von Neumann, naves espaciais auto-replicantes capazes de utilizar as matérias nativas aos planetas para construir habitats para colonos, ou construir cópias de si próprias para se disseminarem pelo sistema solar, e mais além?


A sessão passou pela descoberta da impressora, com os participantes a imprimir um objecto, uma apresentação sobre esta tecnologia e demonstrações de modelação 3D com Tinkercad, 3DC.io, Formit, Sketchup Make, processamento de STL com netfabb e meshlab.


Tal como no ano passado, ficámos encarregues do design e impressão dos prémios Sci-Fi Lx. Ficámos contentes quando o Tomás Agostinho, um dos organizadores, nos disse que adorava este troféu e queria manter a sua forma icónica. Precisava era de ter mais volume. Adaptámos o do ano anterior nesse sentido, e ficaram fantásticos.


Outra experiência que fizemos no evento foi imprimir miniaturas para jogos de tabuleiro. A ideia surgiu em conversa com o Carlos Silva do Imaginauta, que adquiriu a impressão de um kit que descobriu no Thingiverse. Quisemos ver se a Beeinschool conseguia melhores resultados do que as da outra impressão, e de facto... nota-se que sim, especialmente dada a reduzida dimensão das figuras. Sem querer, realizámos um trabalho de preparação para os desafios do Fórum Fantástico, em Setembro...

Sem comentários:

Publicar um comentário