domingo, 28 de maio de 2017

Eagle Flight: Lift Off!


O mais difícil neste projeto? O tê-lo mantido oculto durante um mês. Apesar de ter mostrado alguns momentos em partilha restrita em redes sociais, ou aproveitado eventos públicos para imprimir versões deste modelo.

Quando a primeira impressora 3D nos chegou à escola, o diretor, Prof. António Felgueiras, comentou logo "agora tens de me imprimir uma Eagle!". A ideia ficou a germinar na minha cabeça de humanóide das TIC em 3D, com o vago projeto de modelar de raiz uma destas icónicas naves da série clássica Space: 1999. É um projeto que já fiz, quando estava profundamente mergulhado no VRML, repeti-lo e melhorá-lo seria uma excelente experiência. Mas o tempo livre anda curto e é um projeto complexo, se se quiser ser rigoroso na modelação.


Optei por recorrer aos repositórios online, onde flutuam alguns modelos muito interessantes de Eagles. Testámos alguns - encontram-se modelos excelente online, mas nas conversões, verificações e escalas para impressão 3D perderiam qualidade. Optámos pelo Space 1999 Eagle do Gattaca, disponível no Thingiverse. Experimentei as duas versões, como modelo único e em segmentos, preferimos a primeira. O modelo em segmentos depende de encaixes muito visíveis. Para a base a opção foi procurar nos repositórios da NASA por mapas 3D da Lua, escolhi o da região da cratera de Aristarco


O receptáculo em acrílico foi feito por um familiar de uma das assistentes operacionais da secretaria. Vou ter de imprimir acessórios de guitarra elétrica para pagar a dívida...






Imprimi três versões da Eagle. A primeira é o modelo original, mas ao escalar para caber no volume de impressão da Beeinschool os suportes da base ficaram demasiado finos e partiram-se. Na segunda variante testou-se o modelo com encaixes, na terceira regressei ao modelo original mas modifiquei os suportes da nave, ficando mais grossos, e adicionei formas para tornar mais resistente a parte dos motores. Com pouco tempo para trabalhar numa aplicação mais complexa, usei o 3D Builder para adicionar as formas necessárias para as modificações.


Finalmente, entregue ao diretor. Só demorei dois anos a cumprir a promessa... mas este foi o momento inadiável. Depois de oito anos à frente da nossa escola, de imenso trabalho e esforço em prol da comunidade, alunos e docentes, em que a escola cresceu em espaço físico, se tornou referência concelhia em termos de resultados, também notória pelo bom ambiente de trabalho, vai regressar à sala de aula. Sente que já cumpriu a sua missão, dotando a escola de condições e espírito para evoluir. Esta prenda, merecidíssima, é a pequena forma que tenho de lhe agradecer todo o apoio incondicional dado aos projetos TIC, que estão a ter impactos inesperados e impensáveis, a ultrapassar o âmbito local da nossa comunidade educativa. E, também, de sublinhar o seu enorme humanismo, nestes oito anos de muito esforço, mas sempre a sorrir e a liderar pelo exemplo.

Sem comentários:

Publicar um comentário